Judiciário condena Entidade Educacional por propaganda enganosa

Judiciário condena Entidade Educacional por propaganda enganosa

Universidade foi condenada pelo judiciário paulista a indenizar em R$ 10 mil, por danos morais, aluno que se inscreveu em graduação e ao final descobriu que não receberia diploma de ensino superior.

Segundo magistrado da 41ª Vara Cível da Capital, “é indiscutível que o autor foi afetado pela falha na prestação de serviços da requerida, visto que foi induzido a acreditar que se tratava de um curso de graduação, quando na verdade o curso não se enquadra em tal categoria”. “A conduta da requerida se amolda perfeitamente ao disposto na lei consumerista, notadamente propaganda enganosa”,

Ricardo Curia

 

 

Fonte

Compartilhe nas suas redes sociais:


Increva-se na nossa Newsletter!

Receba todas as novidades da M.BIASIOLI direto no seu e-mail!

Increva-se na nossa Newsletter!

Receba todas as novidades da M.BIASIOLI direto no seu e-mail!

Increva-se na nossa Newsletter!

Receba todas as novidades da M.BIASIOLI direto no seu e-mail!