Entidades Beneficentes e OAB solicitam a ONU monitoramento nas políticas de reparação do País

Entidades Beneficentes e OAB solicitam a ONU monitoramento nas políticas de reparação do País

Entidades Beneficente do terceiro setor, liderados pelo Instituto Vladimir Herzog, juntamente com a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), encaminharam um ofício a Organização das Nações Unidas (ONU) em que solicitam maior monitoramento das políticas de reparação do país para casos de mortos e desaparecidos na época da ditadura militar brasileira.

No ofício, as entidades beneficentes deixam claras suas intenções para que a ONU envie representantes ao País, solicite esclarecimentos ao governo e encaminhe relatórios a instâncias superiores nas Nações Unidas sobre o cumprimento da resolução.

Tal ato, tem como justificativa a preocupação das entidades beneficentes com a troca de integrantes na Comissão Especial sobre Mortos e Desaparecidos Políticos, por representantes de “direita”, haja vista que o Presidente Jair Bolsonaro designou a alteração completa do quadro participativo.

 

Compartilhe nas suas redes sociais:


Increva-se na nossa Newsletter!

Receba todas as novidades da M.BIASIOLI direto no seu e-mail!

Increva-se na nossa Newsletter!

Receba todas as novidades da M.BIASIOLI direto no seu e-mail!

Increva-se na nossa Newsletter!

Receba todas as novidades da M.BIASIOLI direto no seu e-mail!